Prefeita e vice de Madalena tem diplomas cassados pela Justiça Eleitoral - Portal de Notícias CE

 


Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria


TV Portal

 

terça-feira, 6 de abril de 2021

Prefeita e vice de Madalena tem diplomas cassados pela Justiça Eleitoral

 

Foto Rede Social


Uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral tendo como representados a atual prefeita de Madalena Maria Sônia de Oliveira Costa, e o vice Antonio Gilvan Inácio de Sales, da vereadora Ana Katia Lima Ferreira Sales, em razão de prática de atos de abuso de poder político e econômico na campanha das eleições municipais de 2020, foi julgada procedente em desfavor dos dois primeiros pelo juiz da 63ª zona Justiça Eleitoral.

O Ministério Público Eleitoral sustenta que os investigados teriam, no dia 20 de outubro de 2020, em pleno período de campanha eleitoral, realizado comício dentro da fábrica da empresa Sigma Costura Ltda., sendo certo que esta empresa recebe subsídios fiscais e financeiros do município, tendo inclusive a sua sede subvencionada por recursos públicos municipais(conduta vedada pelo art. 73, I, da Lei 9.504), além de descumprir as normas de arrecadação e gastos de campanha (doação ficta de pessoa jurídica – Empresa Sigma Costura Ltda.), com o propósito de lhes proporcionarem vantagem nas eleições municipais de 2020, o que configuraria abuso de poder econômico e político.

A Prefeita emitiu uma nota em suas redes sociais  

"Boa tarde a todos os madalenenses, tomei conhecimento sobre a decisão judicial 83676129, formalizada contra nossa chapa após uma visita a fábrica DelRio no período eleitoral.
Primeiramente, gostaria de informar que trata-se uma decisão em primeira instância, cabendo seus devidos recursos e portanto, recebo com tranquilidade porém discordo da mesma.
Esclareço também que de maneira alguma, houve qualquer tipo de coação as funcionárias da fábrica DelRio para que declarasse apoio ao nosso nome, muito menos obrigar a qualquer uma delas a votar em nossa chapa em troca de emprego, até por que são todas prestadoras de serviço desde a instalação da empresa em nossa cidade, escolhidas por seleção da própria empresa e não havendo qualquer interferência da nossa parte.
O que realmente aconteceu, foi uma visita nossa acompanhando a ex-deputada Gorete Pereira, em período eleitoral, estando à disposição também da chapa opositora para qualquer visita ao local.
No processo não há em nenhuma cláusula que deixe claro a comprovação alegada pela denuncia, e aproveito para tranquilizar a todos que torcem pelo nosso trabalho que continuo no cargo de prefeita, trabalhando diariamente em prol do nosso município, principalmente no combate a situação da pandemia do covid-19, e aguardarei com tranquilidade as decisões das próximas instâncias.
Que Deus nos abençoe!!!"

Portal de Notícia\s CE com informações da Revista central

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2

 


Páginas