Feira virtual em Quixeramobim duplica faturamento numa única semana - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

 



Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

 

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Feira virtual em Quixeramobim duplica faturamento numa única semana




A II Feira Virtual da Agricultura Familiar de Quixeramobim obteve mais de 800 acessos e duplicou o faturamento numa única semana. O evento promovido pelo Instituto de Arte, Cultura, Lazer e Educação (Iarte) foi transmitido pelo Instagram e contou com divulgação pelo Whatsapp e por emissoras de rádios locais. A próxima feira virtual acontece no dia 13 de maio e os pedidos já podem ser enviados ao Iarte pelo Whatsapp de número: (88) 9.8842-1385.

“Em tempos de isolamento social, o Governo do Ceará estimula os agricultores familiares atendidos por políticas públicas executadas pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário a se valerem da criatividade para celebrarem parcerias e fecharem negócios”, estimula o secretário De Assis Diniz. O Portal da Agricultura Familiar coloca a agricultura familiar em evidência e 49 caminhões-baús foram entregues nos últimos quatro anos pela coordenadoria de Desenvolvimento Territorial, Cooperativismo, Comercialização e Economia Solidária (CODECE/SDA).

A feira do Iarte contou com a colaboração de mais 30 agricultores familiares de 12 comunidades rurais do município do Sertão Central. Todos atendidos pelo Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural, que conta com o apoio da SDA e do Instituto Agropolos do Ceará. “Foi gratificante lembrarem de mim e me convidarem pra participar dessa feira. Tenho freguês, mas imagine aí que não tô podendo nem sair e ir até o mercantil para não entregar nem trinta mói (de cheiro verde) não compensa”, testemunha Dona Rita, da comunidade Parelhas.

“Muito obrigada, que Jesus abençoe a feirinha que tá dando uma rendinha pra nós. Por aqui, ainda estávamos vendendo um docezinhos, mas as outras coisas faz é se perder porque não temos como colher tudo, que nem acerola e nem feijão maduro. Graças a Deus estamos podendo vender tudo agora”, agradece a agricultora familiar Rita da Cunha Silva, da comunidade Mearim.

Fonte: Ascom SDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2

 


Páginas