Homem suspeito de comercializar remédio abortivo é preso com duas armas de fogo no Jaguaribe - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Homem suspeito de comercializar remédio abortivo é preso com duas armas de fogo no Jaguaribe


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), após uma ação de investigação da Delegacia Municipal de Iracema, retirou mais duas armas de fogo de circulação e prendeu um homem suspeito de ter em depósito, para a venda, medicamento abortivo. A prisão ocorreu na tarde dessa terça-feira (10), no Bairro Beira Rio, no município de Iracema. Mais de 40 remédios abortivos foram apreendidos.
As investigações tiveram início após uma gestante, a mando da mãe, tentar abortar um bebê, no Distrito dos Bastiões. Para executar a ação delituosa, a mãe da vítima forneceu medicamento abortivo, mas não conseguiu realizar o crime. As duas foram até a delegacia e foram ouvidas, informando o nome do fornecedor dos medicamentos. A partir dessa informação, os investigadores passaram a diligenciar para a captura do infrator, que tem 73 anos e passagem por receptação.
A autoridade policial solicitou um mandado de busca e apreensão para procurar por ilícitos na casa do acusado,, obtendo a autorização da Justiça. Policiais civis e militares foram até ao endereço, situado na Avenida Raimundo Leandro Pinheiro, e iniciaram as buscas. Na casa, os agentes de segurança localizaram um revólver, calibre. 38, municiado com quatro munições, e um revólver, cal.32, além de quatro mil reais. Os policiais também localizaram 40 remédios abortivos.
Diante dos fatos, o homem foi preso e conduzido para a Delegacia municipal de Iracema, onde foi autuado por provocar aborto, sem o consentimento da gestante; falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins medicinais e por posse irregular de arma de fogo. O homem está a disposição da Justiça. A Polícia Civil segue investigando o caso com o intuito de identificar e prender outros envolvidos.
Fonte SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2

Páginas