Neurocirurgia do HRSC amplia atendimento para retirar tumores cerebrais e da coluna vertebral - Portal de Notícias CE

 


Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria


TV Portal

 


sexta-feira, 2 de julho de 2021

Neurocirurgia do HRSC amplia atendimento para retirar tumores cerebrais e da coluna vertebral

Foto: Divulgação/HRSC

 O setor de Neurocirurgia do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), unidade da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) administrada pelo Instituto de Gestão e Saúde Gestão Hospitalar (ISGH), ampliou a oferta de procedimentos neurocirúrgicos após aquisição de novos equipamentos. A área passa agora a realizar cirurgias para a retirada de tumores, benignos ou malignos, do cérebro e da coluna vertebral.


Com uma equipe de profissionais experientes, o setor de Neurocirurgia adquiriu itens que conferem mais segurança à equipe médica e aos pacientes, como pinças cirúrgicas delicadas e o microscópio cirúrgico, utilizado nos procedimentos oncológicos.

O coordenador da Neurocirurgia do HRSC, Rafael Queiroz, explica que as cirurgias realizadas são muito sensíveis. “Precisamos dessa amplificação visual que o microscópio nos fornece para dar mais segurança e um melhor tratamento aos nossos pacientes. Hoje, quase todas as neurocirurgias oncológicas do HRSC são realizadas com o uso desse equipamento”.

A costureira Maria Pereira de Oliveira Andrade Severiano, de 75 anos, natural de Russas, foi uma das beneficiadas com a ampliação do serviço neurocirúrgico. Ela foi encaminhada ao HRSC com um tumor na coluna vertebral. A enfermidade comprimia os nervos, dificultando o ato de caminhar e até de se alimentar. A cirurgia devolveu a esperança à costureira. “Foi tudo muito bom. Logo, logo estarei melhor”, diz.

Ampliação do perfil

O setor de Neurocirurgia do HRSC começou a funcionar no fim de 2018, sendo inicialmente um hospital que atendia apenas demandas internas, funcionando como retaguarda da unidade AVC. Em 2021, os serviços de assistência foram ampliados, passando a realizar neurocirurgias oncológicas e cirurgias da coluna vertebral.

A unidade realiza uma média de 20 neurocirurgias por mês, entre urgências e eletivas. Para Rafael Queiroz, a tendência é de que a clínica neurocirúrgica progrida cada vez mais, ampliando o perfil de assistência. “A gente tem que dar, cada vez mais, a possibilidade das pessoas serem assistidas na própria região em que moram. Isso evita que os pacientes tenham que viajar por três ou quatro horas em busca de uma assistência especializada”.

O coordenador da Neurocirurgia destaca, ainda, que o resultado dessa ampliação é uma maior integralidade da saúde. “Com um hospital desse porte que nós temos, com nossa equipe especializada, capaz de fazer esses procedimentos de alta complexidade, o resultado é uma excelente integralidade da assistência de saúde. O ideal é que possamos tratar desde o problema mais simples aos problemas mais complexos na própria região em que a pessoa mora”, pontua.

Regulação

A demanda para as neurocirurgias oncológicas é encaminhada pela Central de Regulação de Leitos do Estado ao HRSC. Em caso de tumores malignos, após a cirurgia, os pacientes são encaminhados para outra unidade de saúde, dando continuidade ao tratamento.

Assessoria de Comunicação do HRSC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2

 


Páginas