Participar das políticas públicas educacionais está na meta de professores, segundo pesquisa - Portal de Notícias CE

 


Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria


TV Portal

 

segunda-feira, 31 de maio de 2021

Participar das políticas públicas educacionais está na meta de professores, segundo pesquisa

 



Docentes se sentiriam mais valorizados se atuassem com secretarias municipais 

 

Maioria dos professores tem interesse em opinar sobre políticas públicas em seus municípios, conforme apurou a pesquisa Vozes Docentes, realizada pela Conectando Saberes. Foram ouvidos mais de oito mil docentes de 90 municípios espalhados pelo Brasil.  

Segundo a pesquisa, 97% dos professores se considerariam valorizados se participassem da formulação de políticas públicas e 77% afirmaram que ajudariam a formular as políticas educacionais sem serem remunerados. Também ficou evidente que 39% desses profissionais aceitam dedicar 1h de trabalho não remunerado para participar das políticas públicas de seu município. 

“Como estamos num cenário de restrição fiscal, temos poucos recursos. É uma oportunidade muito legal que as secretarias têm, através dessa participação, que não é custosa, de fazer com que os professores se sintam valorizados. Acho que a participação talvez seja a grande descoberta da pesquisa”, opina Tomaz Vicente, cofundador da Catálise – Impacto Social a várias mãos, empresa que também participou na elaboração da pesquisa. 

Para Tomaz, a participação dos professores nas políticas públicas educacionais é importante justamente porque os professores, por estarem na sala de aula no dia a dia, são capazes de contribuir de maneira eficaz com ideias e sugestões efetivas. “Por que não deixar o professor decidir algumas questões que afetam diretamente eles, como a formação, por exemplo? Ou como avaliar os alunos?”, indaga. 

Iniciativa da rede Conectando Saberes, apoiada pela Fundação Lemann, Vozes Docentes tem o objetivo de fortalecer o diálogo entre docentes e Secretarias de Educação Municipais para que, juntos, consigam resolver os maiores desafios educacionais da atualidade.  

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2

 


Páginas