Unidade de Quixadá garante atendimento transfusional a 25 municípios - Portal de Notícias CE

 


Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


TV Portal

terça-feira, 6 de abril de 2021

Unidade de Quixadá garante atendimento transfusional a 25 municípios



 Os voluntários que moram no Sertão Central e Vale do Jaguaribe podem doar sangue e se cadastrar como doador de medula óssea no Hemocentro Regional de Quixadá, unidade do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce). Fundado em 2004, o equipamento vinculado à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) é responsável por atender à demanda transfusional em 25 municípios cearenses e pelo acompanhamento de pacientes com coagulopatias e hemoglobinopatias.


O Hemocentro recebe, em média, 550 doadores por mês. A diretora do Hemoce Quixadá, Valdiene Fernandes, explica que as doações regulares são fundamentais para garantir o estoque abastecido. “Da doação até a distribuição das bolsas de sangue para os hospitais existe um processo a ser seguido, por isso é importante que o gesto de doar seja voluntário, espontâneo e constante. A gente costuma explicar que, se o paciente está recebendo transfusão hoje, é porque existiu um doador há pelo menos dois dias atrás”, conta.

Emanuele Fernandes, de 41 anos, é uma das voluntárias que entende a importância e doa com frequência. “O que me motiva a doar é sempre poder fazer algo pelo próximo, mesmo que anonimamente sei que estou contribuindo para a vida de um ente querido de alguém e, enquanto puder, continuarei doando regularmente no hemocentro”.

A funcionária pública já doou mais de 20 vezes na unidade do Sertão Central. “Toda vez que doo sangue me encho de ânimo e satisfação, porque, com esse gesto, posso salvar vidas. Lembro de uma frase que um professor me disse sobre o meu tipo sanguíneo que era raro e imprescindível, desde então me sinto ainda mais feliz e honrada com um tipo de sangue como O Negativo, que pode ser compartilhado com todos os demais”, afirma. “Doar sangue nesse período de pandemia é muito importante, precisamos ser cada dia mais solidários. Sempre que vou doar, levo alguém para fazer o bem junto comigo”, continua.

Etapas e processos

O processo da doação que inicia no Hemoce Quixadá passa por etapas no Hemoce Fortaleza. As amostras de sangue são enviadas para a sede na Capital para a realização de testes sorológicos e exames de tipagem sanguínea, eletroforese de hemoglobina e testes para Hepatites B e C, sífilis, doença de Chagas, HIV e HTLV I e II, e de biologia molecular para Hepatites B e C e HIV. Simultaneamente, as bolsas de sangue são encaminhadas para o setor de processamento, onde são centrifugadas, processadas e separadas como: hemácias, plaquetas e plasma.

Após o resultado dos exames, os hemocomponentes são liberados e enviados de volta para o Hemoce Quixadá. As bolsas são encaminhadas para as agências transfusionais e unidades hospitalares. Atualmente, a unidade mantém cinco agências instaladas dentro de hospitais nos municípios de Limoeiro do Norte, Russas, Morada Nova e duas em Quixeramobim, onde as bolsas com os hemocomponentes ficam armazenadas e disponíveis para atender às solicitações de transfusão dos profissionais de saúde. O hemocentro atende, diretamente, cerca de 20 unidades hospitalares e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Ambulatório de Coagulopatias e Hemoglobinopatias

O hemocentro de Quixadá conta com uma equipe formada por médicos hematologistas, assistente social, enfermeira e técnico de enfermagem para atender os mais de 30 pacientes com coagulopatias e hemoglobinopatias cadastrados no ambulatório. A unidade tem 2.140 pacientes com prontuários ativos, oferecendo consultas hematológicas, exames laboratoriais, transfusão sanguínea, investigação e acompanhamentos hematológicos, tratamentos com infusão de ferro endovenoso, ambulatório de PBM para avaliação de pacientes anêmicos, entregas de medicamentos e atendimentos de hematologia em geral.

“Os pacientes dos programas de coagulopatias e hemoglobinopatias que já são cadastrados são atendidos com agenda programada e por demanda espontânea, caso tenha alguma intercorrência. Os pacientes novos de Hematologia Geral seguem fluxo de atendimento a partir da referência de seu município, conforme pactuação de saúde e agendamento da Central de Regulação”, explica Valdiene Fernandes, diretora do Hemoce Quixadá .

Teleconsulta

Em novembro de 2020, o Hemoce Quixadá implantou o serviço de teleconsulta para pacientes do ambulatório de coagulopatias e hemoglobinopatias da unidade, sendo o primeiro Hemocentro Regional do Estado a implementar a medida. A inovação possibilitou que as pessoas fossem atendidas sem sair de casa neste período de pandemia, evitando o deslocamento até o ambulatório para realizar a consulta. Os atendimentos ocorrem por meio da plataforma Consulta Digital e por WhatsApp. Até o momento, já foram atendidos cerca de cem pacientes.

Serviço

Para ser um doador de sangue, é preciso estar saudável, bem alimentado, pesar acima de 50 kg, ter entre 16 e 69 anos e apresentar um documento oficial com foto. Os menores de idade devem portar o termo de consentimento padrão assinado pelos pais ou responsável legal. O termo está disponível no site do Hemoce.

A unidade do Sertão Central funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Antes de doar, é importante agendar um horário pelo site doador.hemoce.ce.gov.br ou pelos telefones (88) 99902.4306 e (88) 98184.1564 – WhatsApp.

Assessoria de Comunicação do Hemoce

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


 

Páginas