Sesa divulga calendário de retirada de cestas básicas para população vivendo com HIV/Aids - Portal de Notícias CE

Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria


TV Portal

 

terça-feira, 27 de abril de 2021

Sesa divulga calendário de retirada de cestas básicas para população vivendo com HIV/Aids

Artes gráficas: Iza Machado

 Considerando a importância do apoio à População Vivendo com HIV/Aids (PVHA) no Ceará e da manutenção da segurança alimentar deste grupo, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), por meio da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica e Prevenção em Saúde (Covep), divulga o calendário para distribuição de cestas básicas (ver abaixo).


O suporte nutricional para pessoas com adesão à terapia antirretroviral deve ser retirado na Coordenadoria de Políticas de Assistência Farmacêutica (Copaf) da Sesa, no endereço Avenida Washington Soares, 7605 – Messejana. É necessário, ainda, que haja cadastro prévio na plataforma Saúde Digital.

“Um suporte nutricional adequado desses pacientes é capaz de promover uma melhor resposta às terapias antirretrovirais”, aponta Richristi Gonçalves, coordenadora da Covep.

Ao todo, mais de 16.700 cestas básicas foram distribuídas pela Sesa desde 2014, quando a pasta começou a destinar um percentual do Recurso Financeiro de Incentivo às Ações de Prevenção e Promoção às Infecções Sexualmente Transmissíveis, HIV/Aids e Hepatites Virais para a compra dos itens de alimentação.

Naquele ano, o valor total destinado para aquisição e distribuição das cestas foi de R$ 58.580. Em 2020, o montante subiu para R$ 215.392,50. O aumento, de 267%, acompanhou, também, a melhoria dos insumos distribuídos.

Critérios de participação

Para receber o benefício, é preciso ter o diagnóstico de HIV/Aids, residir no Ceará, estar vinculado a um serviço de saúde e com adesão ao tratamento. Pessoas a partir de 60 anos, gestantes (em qualquer idade gestacional) e pessoas em tratamento para tuberculose durante a vigência do benefício têm prioridade.

Caso a pessoa beneficiada não realize a retirada da cesta básica por três meses consecutivos, abandone o tratamento da infecção por HIV/Aids ou o tratamento de tuberculose durante o período do programa, haverá desligamento do auxílio. Também deixam de receber as cestas pessoas que mudaram de endereço para outro Estado.


Assessoria de Comunicação da Sesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas