Polícia Civil prende vereadora eleita investigada por participação em mortes em Ibaretama - Portal de Notícias CE

Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria


TV Portal

 

sábado, 19 de dezembro de 2020

Polícia Civil prende vereadora eleita investigada por participação em mortes em Ibaretama

 


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva em desfavor de Edivanda de Azevedo (45), investigada por envolvimento nas sete mortes ocorridas no dia 26 de novembro deste ano, no município de Ibaretama, na Área Integrada de Segurança 20 (AIS 20) do Ceará. A vereadora eleita para a Câmara Municipal de Ibaretama nas últimas eleições foi presa, na manhã desta sexta-feira (18), na casa de parentes no bairro de Fátima, na AIS 5 de Fortaleza. A ordem judicial decorre das investigações da Delegacia Regional de Quixadá, que indiciou seis pessoas pelos homicídios. Além da mulher, os dois filhos dela foram presos no dia seguinte ao crime. Há ainda três pessoas que foram indiciadas suspeitas de participação nos homicídios e que se encontram foragidas.

Após o levantamento de informações que visam elucidar as mortes ocorridas há três semanas, a força-tarefa da Polícia Civil empregada para investigar o caso representou pela prisão de Edivanda e de outras cinco pessoas, destas três estão foragidas. O mandado de prisão preventiva contra ela foi expedido nas primeiras horas de hoje e foi cumprido logo em seguida. As equipes policiais se deslocaram para o endereço onde a mulher poderia estar e cumpriram a ordem judicial. A vereadora foi encontrada na casa de familiares em Fortaleza e não resistiu à prisão. A ação contou com efetivo da Regional de Quixadá, Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul), Departamento de Inteligência Policial (DIP), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) da PCCE e Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

As apurações policiais demonstram a atuação de Edivanda no papel de auxiliar os executores, ou seja, ela teria dado apoio logístico e material para que o crime ocorresse. Os alvos da empreitada criminosa seriam pessoas supostamente envolvidas em crimes no município e integrantes de uma organização criminosa, como indicam as provas levantadas pela Polícia Civil. Os dois filhos dela também teriam contribuído com a ação criminosa, repassando informações dos alvos, bem como dando assistência aos executores nos momentos que antecederam as mortes e após o crime.

Primeiras prisões

Dois irmãos, filhos da vereadora eleita, foram presos em flagrante, no dia seguinte às mortes (27), em um imóvel localizado na zona rural do município de Ibaretama. Conforme as apurações da Polícia Civil, eles são investigados por terem prestado apoio aos criminosos autores dos homicídios. As prisões foram realizadas pela Delegacia Regional de Quixadá, pelo Departamento de Inteligência Policial (DIP) e pelo Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul), unidades da Polícia Civil do Ceará.

Os presos foram identificados como Francisco Victor Azevedo Lima (20) e Kelvin Azevedo Lima (26), com passagem por uso de entorpecentes. Eles são apontados como suspeitos de apontarem o local onde as vítimas estavam, além de fornecerem alimentação, abrigo e internet para os demais envolvidos. A casa utilizada como base para o grupo foi encontrada pelos policiais civis durante as diligências.

Em depoimento, eles alegaram que foram ameaçados pelos outros suspeitos. No entanto, os elementos encontrados pela Polícia Civil até agora apontam que não houve nenhum tipo de coação. Os homens foram conduzidos à Delegacia Regional de Quixadá, onde foram autuados em flagrante por homicídio. Os trabalhos policiais seguem em andamento na região com o intuito de encontrar os demais envolvidos.

Busca contínua

A Polícia Civil segue as diligências para capturar três outras pessoas que estão com mandados de prisão em aberto. Desde o dia do crime, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) determinou o envio de diversas forças para a região. As investigações são conduzidas pela Delegacia Regional de Quixadá, com apoio do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul). Policiais civis do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da PCCE e da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da SSPDS participaram dos levantamentos sobre os homicídios.

No dia do crime, a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi ao local da ocorrência, na zona rural de Ibaretama, distrito de Pedra e Cal, para realizar os primeiros levantamentos e coletar vestígios para a investigação policial. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS também foi acionada para dar apoio às diligências na região. Pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), além do trabalho do Policiamento Ostensivo Geral (POG), também atuaram as equipes do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi/Cotar).

As vítimas foram identificadas como sendo Eduardo de Lima Silva (19), Luana Melo da Costa (19), Osvaldo da Silva Lima (24), Wellington Lima Silva (17), Francisco Gabriel Pereira da Silva (15), Edinardo de Lima Silva (18) e Willian da Silva Rodrigues (6).

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o ‪(88) 3445.1047 da Delegacia Regional de Quixadá. O sigilo e o anonimato são garantidos.


SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas