Ematerce orienta cultivo e aproveitamento da mandioca em Altaneira - Portal de Notícias CE

 


Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


TV Portal

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Ematerce orienta cultivo e aproveitamento da mandioca em Altaneira



 A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), mesmo num ano atípico, devido à pandemia da Covid-19, orientou o agricultor familiar José Adriano Neto, conhecido por Itim (foto abaixo), na comunidade Sítio Córrego, município de Altaneira, no cultivo e aproveitamento da maniva de mandioca, variedade pretinha, numa área de 1,0 hectare, sendo uma parte para semente e a outra para ensilagem. Segundo informações do agricultor Itim, a produção foi de 18 toneladas. No plantio, foi aplicado o bioinseticida, para controlar pragas e doenças.


O gerente da Ematerce, escritório regional/Cariri-CE, Francisco Gondim Lóssio da Rocha, afirmou que, quando se fez uma comparação com a área, onde não foram utilizados o BT e o NPK, a produção chegou a 2.940 quilos. Ressaltou que o agricultor vendeu toda a produção de mandioca por R$350,00 a tonelada e, no momento, o agricultor dispõe de muita maniva.

A Ematerce, escritório local de Altaneira, instalou, na comunidade Serra do Valério, propriedade da agricultora familiar Gildevan Gomes de Lima, uma Unidade Técnica Demonstrativa de Milho, da variedade Brs 2022, em uma área de 0,60 hectares, com espaçamento 0,40×0,80, cuja produção foi de 8.960 quilos. Acrescente-se que, em termos de defensivo agrícola, foram usados o BT e 170 quilos de NPK.

Cultivo Racional

Para comprovar a validade da exploração racional da Mandioca adensada, o Engenheiro Agrônomo Henrique Araújo Lima, ex-técnico da Ematerce, e consultor do Sebrae-Ceará, em recente palestra, destinada a dirigentes, gerentes estaduais, regionais e locais, além de assessores da Ematerce, destacou que a principal finalidade da mandioca, cultivada de forma adensada, é a de produzir grande quantidade de massa verde/área.

A respeito da composição da massa verde, explicou que a parte aérea compreende de 16% a 18% de proteína bruta; somente folhas, de 28% a 32% de proteína bruta. Isso, segundo dados do estudioso Luiz Homero Carvalho, da Embrapa-BA. Na ocasião, Henrique afirmou que a mandioca contém seis vezes mais vitamina C do que o limão. Foi mais além e pontuou que a raiz da mandioca, usada na alimentação animal, é milho e a folha é proteína. Frisou que a mandioca, em se plantando, dá no pior solo do mundo, por sinal, uma de suas vantagens para os produtores rurais.

Por tratar-se de uma cultura que proporciona rendimentos financeiros compensadores, Henrique recomendou que vale a pena a Ematerce incentivar os agricultores a plantarem mandioca, porém com o emprego de tecnologias e boas práticas corretas de cultivo, como o preparo de área mecanizada, ou na enxada, fazer a correção da acidez do solo, a adubação, o espaçamento correto, o alinhamento e o balizamento do plantio, sem falar dos tratos culturais, o manejo, o controle de pragas, de doenças, afora os cuidados com a escolha de variedades mais produtivas. Vale informar que a Mandiocultura é uma atividade agrícola, de fundamental importância social e econômica, bastante consumida, na alimentação humana e animal, além de sua utilização em subprodutos e produtos industriais.

Fonte: SDA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


 

Páginas