Moraújo - Polícia Civil resgata mulher de cativeiro e prende suspeito de planejar sequestro - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

 



Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

 

sábado, 19 de setembro de 2020

Moraújo - Polícia Civil resgata mulher de cativeiro e prende suspeito de planejar sequestro



 Em pouco mais de 12 horas após a comunicação de um sequestro, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) desvendou o cativeiro e libertou uma mulher de 44 anos que era mantida em cárcere privado por um grupo de pessoas em um imóvel na zona rural do município de Moraújo, na Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14). Na madrugada desta sexta-feira (18), a ofensiva policial composta por policiais civis da Divisão Antissequestro (DAS), da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e da Delegacia Regional de Tianguá localizaram e prenderam um homem suspeito de planejar a trama criminosa. O Departamento de Inteligência Policial (DIP) deu apoio à investigação com inteligência cibernética. Os detalhes foram apresentados em coletiva de imprensa na tarde de hoje, na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).


O secretário da SSPDS, Sandro Caron, o delegado geral da PCCE, Marcus Rattacaso, e os delegados Márcio Gutierrez (Departamento de Polícia Judiciária Especializada), Raphael Vilarinho (DAS) e Rommel Kerth (DRF) apresentaram os trabalhos policiais que resultaram no desfecho do sequestro que tinha como objetivo obter uma transferência em bitcoins (moeda digital) em troca da liberdade da vítima. As investigações apontam que um empresário de nome Calebe Barbosa do Carmo (25), natural da cidade de Campos dos Goytacazes (RJ), mas residente em Moraújo (CE), teria arquitetado todo o plano criminoso para conseguir dinheiro da família da vítima. Ele já tinha antecedentes criminais no Ceará pelos crimes de receptação, crime contra a incolumidade pública e posse de drogas.

Os primeiros levantamentos para elucidar o caso iniciaram com a verificação de imagens de câmeras de segurança que flagraram o momento em que a vítima foi arrebatada em frente a um consultório odontológico, por volta de 12h30min de ontem. As filmagens mostram a dinâmica dos suspeitos para sequestrar a vítima. Enquanto a mulher entrava no carro dela, dois homens a abordam e entram no veículo dela. Um Chevrolet Ônix, que estava estacionado na mesma rua, dava apoio aos homens. Após uma série de levantamento de informações, os agentes descobriram que o automóvel havia sido alugado em uma locadora de carros.

Com apoio da inteligência artificial do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia), os policiais civis conseguiram localizar o automóvel, bem como Calebe, na cidade de Sobral (AIS 14). Ele foi levado para ser ouvido na unidade da Polícia Civil em Tianguá e admitiu envolvimento na prática criminosa. Ao mesmo tempo, outra equipe de policiais civis realizava diligências para encontrar o cativeiro e libertar a vítima. O suspeito indiciou um endereço em Moraújo e os agentes se deslocaram para verificar o cativeiro, na zona rural do município, na localidade de Tapera.

Quando os policiais civis chegaram ao imóvel, encontraram a mulher sem ferimentos. Um dos suspeitos de participação no crime fugiu por um matagal com a chegada dos agentes. De acordo com as apurações, os outros partícipes não estavam na casa quando os policiais chegaram. As equipes policiais intensificaram as buscas pelas três pessoas, já identificadas, suspeitas de manterem a mulher em cárcere privado. Os trabalhos seguem em andamento. Ainda durante as diligências, o carro da vítima foi recuperado em uma estrada em Tianguá e levado para a delegacia.

Investigações

Na delegacia, o empresário admitiu que há cerca de um mês premeditou o sequestro da mulher com a intenção de levantar dinheiro em moeda digital (bitcoin) para atingir os filhos dela. Segundo as investigações, o homem revelou que teria feito investimentos em criptomoedas com os filhos da mulher e que teria tido prejuízo com o negócio. Por esta razão, como admitiu em depoimento, ele viajou algumas vezes para a cidade de Tianguá para monitorar e estudar a rotina da família.

O mentor do crime teria recrutado três homens para colocar o plano de sequestrar a mulher em prática e teria prometido a quantia de R$ 10 mil para cada um dos suspeitos. O grupo teria pedido R$ 1 milhão para que a vítima fosse liberada com vida. Ainda de acordo com as apurações, os suspeitos roubaram joias e uma quantia em dinheiro da bolsa da vítima.

Calebe foi autuado em flagrante por roubo majorado pelo concurso de pessoas e pela restrição de liberdade da vítima, associação criminosa e por extorsão mediante sequestro, crime hediondo com pena de reclusão de oito a 15 anos, insuscetível de anistia, graça e indulto, ou ainda de fiança. Como colaborou para que a vítima fosse libertada, o suspeito pode ter a pena reduzida de um a dois terços. A Polícia Civil segue apurando todas as circunstâncias do caso e nas buscas pelos outros partícipes.

Denúncias

A população pode contribuir com os trabalhos policiais repassando informações sobre o paradeiro dos suspeitos. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou ainda para a Delegacia Regional de Tianguá pelo número (88) 3671-9328. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas