Paulo Freire é destaque no site do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

 



Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

 

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Paulo Freire é destaque no site do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola

A atuação à distância do Projeto Paulo Freire foi destaque no site do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). Se utilizando de celulares para manter contato com os beneficiários, o projeto de combate à extrema pobreza rural mapeia o impacto da Covid-19 no dia à dia das famílias do campo e mantém a prestação da assistência técnica contínua com orientações oferecidas por aplicativos de mensagens e através de ligações telefônicas.

“Em decorrência da prevenção à pandemia, não podemos visitar as comunidades (desde março), então procuramos uma maneira de estarmos com essas famílias nesse momento tão difícil”, explica Íris Tavares, coordenadora do Paulo Freire. “Foi então que pensamos nos telefones celulares como esse suporte, uma vez que todos os agricultores possuem um ou acesso a algum na própria família ou na comunidade”, completa sobre a experiência no Ceará.

O relato reúne também a atividade dos projetos Pró-semiárido, no Estado da Bahia, e Viva Semiárido, no Piauí. Juntos, os três estados brasileiros aplicaram mais de cinco mil questionários e ouviram das famílias testemunhos positivos. “As questões são voltadas para nossa realidade e de fácil compreensão”, relata Jonaldo, quilombola da comunidade Lagoa Branca, na Bahia. “Foi uma boa inicitativa porque deixa claro que continuamos sendo acompanhados em tudo que pode nos ajudar, ou prejudicar”.

Alguns dos resultados da pesquisa foram que 90% dos beneficiários do Piauí, 88% no Ceará e 54% na Bahia melhoraram a produção agrícola graças à prestação de assistência técnica à distância. Mais de 90% dessas famílias acompanhadas pelos três projetos passaram a adotar tecnologias sociais e boas práticas agrícolas, como: agroecologia, reuso d´água de cinzas, sistemas simplificados de irrigação, forragem animal e preparação natural do solo, como biofertilizantes e manejo orgânico.

Pelo lado negativo, 77% dos beneficiários no Ceará, 68% no Piauí e 54% na Bahia encontraram dificuldade em promover as vendas. Para solucionar o problema, as iniciativas fortaleceram programas públicos de aquisição de alimentos. No Ceará, a mudança também levou à criação do Portal da Agricultura Familiar, conectando produtores e consumidores. “É uma ferramenta que fortalece a agricultura, reduz as vulnerabilidades e melhora a renda”, descreve o secretário De Assis Diniz.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.

Fonte: SDA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas