Fortaleza - Hospital Geral César Cals acompanha pacientes com Covid-19 após alta - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

 



Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

 

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Fortaleza - Hospital Geral César Cals acompanha pacientes com Covid-19 após alta

Fotos: Thiago Freitas

 Após a alta hospitalar, pacientes com coronavírus tratados no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Estado, recebem, em casa, suporte do Programa de Assistência Domiciliar (PAD). O atendimento tem sido fundamental durante a pandemia de Covid-19, como explica a coordenadora do PAD, Nayanna Moreira. “O cuidado se dá por meio de uma assistência integral e humanizada, proporcionando qualidade de vida, promoção da saúde e autonomia para pacientes, familiares e/ou cuidadores”, diz.

Atualmente, pessoas que tiveram Covid-19 ocupam 25% das vagas disponíveis no Programa. Depois de passar 15 dias internado no HGCC, José Balbino da Silva, 81, tornou-se o primeiro paciente com coronavírus admitido pelo Programa durante a pandemia, em 21 de maio. Ele recebe regularmente assistência de uma equipe multiprofissional tanto de forma remota quanto presencial. “O atendimento é ótimo, é maravilhoso mesmo. Eu me sinto muito bem e fico satisfeito com as visitas”, ressalta.

Na última visita, José recebeu em casa um enfermeiro e uma técnica de enfermagem. Os profissionais verificaram os sinais vitais do idoso, como pressão arterial, saturação de oxigênio, temperatura, pulso e frequência respiratória. “A gente pergunta como está o paciente, se tem queixa de febre, dor, desconforto. Colhemos informações que podem também ser utilizadas por outra área, já que o atendimento é multiprofissional”, explica o enfermeiro Diego Bernarde.

Durante a visita, também são repassadas informações e orientações a pacientes e familiares. “Informamos sobre benefícios previdenciários, aquisição de insumos, como suplementos e medicações, orientações sobre a rotina do programa e a adaptação dos familiares à nova realidade vivenciada pelo paciente”, explica a assistente social Tayná Araújo.

Como medida de prevenção à Covid-19, os profissionais realizam as visitas presenciais com todos os Equipamentos de proteção Individual (EPIs) necessários, como gorro, máscara N95, protetor facial, avental descartável e luvas de procedimento.

No PAD, o acompanhamento e monitoramento são realizados conforme a necessidade e evolução do quadro clínico dos pacientes, que permanecem um período mínimo de 30 dias no Programa. Após esse tempo, as pessoas são reavaliadas pela equipe. “Identificamos a necessidade ou não de os pacientes continuarem inseridos no PAD. Quando estes apresentam melhora do estado geral, evoluem para alta”, explica Nayanna.

Quando há possibilidade de alta, é feita referência e contrarreferência para a rede de atenção à saúde, bem como para a rede socioassistencial.Além de atender pacientes com Covid-19, o PAD dá suporte, a partir da promoção da desospitalização, a pessoas com doenças crônicas degenerativas ou com problemas que requerem cuidados especiais.

Assessoria de Comunicação do HGCC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas