Sertão Central avança para fase 1 da retomada da economia - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

 



Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

 

domingo, 5 de julho de 2020

Sertão Central avança para fase 1 da retomada da economia


O governador Camilo Santana anunciou na manhã do último  sábado (4), em transmissão ao vivo nas redes sociais, a renovação do decreto de isolamento social por mais sete dias. Acompanhado do prefeito Roberto Cláudio, o chefe do Executivo informou também que Fortaleza passa para a 3ª fase do Plano de Retomada da economia, mas com restrições. Bares e barracas de praia continuam sem funcionar, e restaurantes têm permissão para abrir ao público apenas durante o dia (9h às 16h), como já vem sendo realizado nas últimas duas semanas. O uso de máscaras segue obrigatório em todo o estado. O novo decreto passa a valer a partir da 0h de segunda-feira (6).


Ainda sobre os avanços do Plano de Retomada Gradual, municípios da Macrorregião da Grande Fortaleza avançam para a Fase 2; Macrorregiões do Sertão Central, Litoral Leste/Jaguaribe avançam para a Fase 1. Já as Macrorregiões Norte e Cariri permanecem na Fase de Transição da Economia, com a especificidade de que as cidades de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Brejo Santo, Iguatu, Sobral e Tianguá seguem em Isolamento Social Rígido por mais sete dias.

“Estamos trabalhando com o planejamento de forma regionalizada, pois em cada Macrorregião a pandemia se apresenta de forma diferente. Por isso estamos ampliando leitos hospitalares e leitos com UTIs no interior do Estado, principalmente na Região Norte, Centro Sul e Cariri, tudo para atender as demandas que avançam nessas regiões”, disse o governador. Na última semana, somente no Hospital Regional do Cariri, foram criados 89 leitos exclusivos para pacientes em tratamento.

Acompanhe a baixo o que volta a ser permitido 



Atividades liberadas

Conforme o Plano, somente 40% da atividade presencial será permitida nos serviços liberados com a Fase 1. Confira quais são:

- Indústria química e correlatos (Indústria de químicos inorgânicos, plásticos, borracha, solventes, celulose e papel|);

- Artigos de couros e calçados (Indústria e comércio);

- Cadeia metalmecânica e afins (Fabricação de ferramentas, máquinas, tubos de aço, usinagem, tornearia e solda e comércio atacadista);

- Saneamento e reciclagem (Recuperação de materiais);

- Cadeia energia elétrica (Construção para barragens e estações de energia elétrica, geradores);

- Cadeia da construção (Até 100 operações por obra, cadeia produtiva com 40%);

- Têxteis e roupas (Indústria e comércio);

- Comunicação, publicidade e editoração (Comércio de livros e revistas);

- Indústria e serviços de apoio (Comércio de artigos de escritório, serviços de manutenção, contabilidade, auditoria e direito);

- Artigos do lar (Indústria e comércio);

- Cadeia agropecuária (comercialização de flores e plantas, couros);

- Cadeia moveleira (Indústria e comércio);

- Tecnologia da informação (Industria e comércio);

- Logística e transporte (Comércio de bicicletas);

- Cadeia automotiva (Indústria, comércio e serviços);

- Comércio de outros produtos (Comércio de saneantes, livraria, brechós, papelarias, doces e caixões);

- Comércio e serviços de higiene e limpeza (Comércio de higiene e cosméticos);

- Esporte, cultura e lazer (Fabricação e comércio de aparelhos esportivos, instrumentos e brinquedos).


Daniel Herculano Texto
José Wagner e Tatiana Fortes Fotos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas