Pesquisa de Soroprevalência iniciada em Sobral realizará 2400 exames - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

 



Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

 

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Pesquisa de Soroprevalência iniciada em Sobral realizará 2400 exames

Fotos: Tatiana Fortes


A primeira das três fases da Pesquisa de Soroprevalência da Covid-19 teve início em Sobral nesta quinta-feira (18). Em cada uma das etapas, 800 pessoas serão testadas, totalizando 2400 exames. O levantamento, que teve início em Fortaleza, é promovido pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec). A realização do estudo em Sobral é de responsabilidade da Prefeitura do município e do Instituto Opnus.

A superintendente da Regional de Saúde Norte, Mônica Lima, destaca a importância do estudo. “A pesquisa sorológica nos mostra a prevalência do vírus em bairros distintos da cidade, proporcionando um grau maior de confiabilidade para desenvolver ações no combate à Covid-19 e desenhar melhores estratégias para evitar a disseminação”, afirma.

As pessoas testadas serão submetidas a um teste rápido e ao teste de biologia molecular para detectar a infecção. Os participantes também respondem um questionário para informar condições socioeconômicas, possíveis sintomas e medidas de prevenção.

A aposentada Josefa Teixeira, 83, participou da pesquisa e foi só sorrisos ao saber que o resultado do teste dela deu negativo. “Gostei demais. Hoje de manhã vi na televisão que estariam fazendo esses testes e hoje já estou participando. Acho muito importante para saber como está nossa saúde”, ressalta.

Metodologia

Foram sorteados 40 setores dentro dos territórios da Estratégia Saúde da Família de Sobral. Dentre os domicílios que aceitam participar da pesquisa, o sistema sorteia um dos moradores. Os bairros contemplados inicialmente são Centro, Sumaré, Tamarindo, Padre Ibiapina, Bairro Dr. José Euclides, Expectativa, Pedrinhas, Santo Antônio, Vila União, Sinhá Sabóia.

Segundo o diretor-geral do Instituto Opnus, Pedro Barbosa, a metodologia da pesquisa é semelhante à utilizada no censo populacional. “É uma pesquisa voluntária. O participante assina um termo de consentimento. Em caso de menores de idade e pessoas com necessidades especiais, a assinatura é do responsável”, explica.

A testagem em massa com metodologia aleatória permitirá perceber como o vírus age nos pacientes sintomáticos e assintomáticos, que não apresentam sintomas de Covid-19. O levantamento avalia, ainda, a abrangência da doença em pessoas de diferentes idades e perfis socioeconômicos.

Para que a pesquisa cumpra seu objetivo, a adesão da população é fundamental. “O mais importante é o apoio da população, que as pessoas se sintam seguras para receber os pesquisadores, entendendo que estamos tomando todos os cuidados para manter a segurança dos profissionais e das famílias”, avalia Pedro.

Assessoria de Comunicação do HRN
Repórter: Tereza Fernandes


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas