Dr° Jurandi Frutuoso - Especialista discute sobre novo coronavírus - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br




Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria



Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

segunda-feira, 2 de março de 2020

Dr° Jurandi Frutuoso - Especialista discute sobre novo coronavírus


Em entrevista ao O Povo Online, que foi publicada neste domingo (1), o Médico pedrabranquense, Dr Jurandi Frutuoso,  Secretário Executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), falou sobre o novo coronavírus e sua chegada ao Brasil. Para ele "O Brasil tem uma vantagem em relação aos outros países: nós temos o SUS".

Confira parte da entrevista:
O POVO - No mesmo dia em que o Brasil foi incluído na lista de países com o novo coronavírus, outros oito países confirmaram os primeiros casos da doença. Era uma questão de tempo até que o Covid-19 chegasse ao Brasil?
Jurandi Frutuoso - As epidemias nos tempos modernos seguem o fluxo das pessoas, seja por migração, seja por turismo. Quando o novo coronavírus surgiu na China no fim de dezembro, era óbvio que, em algum tempo, ele chegaria a todos os continentes e a muitos países. Na epidemiologia a gente tenta estabelecer uma previsão desse fluxo, porque é inevitável que uma hora a epidemia bata à nossa porta. Portanto, era esperado que o Covid-19 chegasse ao Brasil e que fosse pela região Sudeste. Isso porque, devido ao padrão econômico, o maior fluxo para países onde o vírus já foi confirmado acontece por lá.

O Povo - O Brasil tem sido referência ao lidar com epidemias como a zika e a dengue. Ao mesmo tempo estamos diante de surtos de sarampo. O sistema de saúde brasileiro está preparado para lidar com uma epidemia de coronavírus?

Frutuoso - O SUS tem uma larga experiência na problemática das epidemias. O fato de ser um sistema universal em todo o Brasil e com acesso livre dá ao País a condição de se preparar para esses eventos. A gente sabe que o momento exige muito cuidado de todos, mas é bom lembrar que nos preparamos na epidemia de Sars em 2003, tivemos uma atuação bastante forte contra o H1N1 em 2009 e enfrentamos a zika em 2015. Todos esses passos que foram dados são guardados na memória do SUS.

O Povo - Pelo menos 50 países registram casos de coronavírus e cerca de 3 mil pessoas já morreram em decorrência da doença. Existem motivos para entrar em estado de alerta?

Frutuoso - Não há motivos para pânico, mas sim para uma preocupação responsável. Não estamos diante de um quadro devastador como pode parecer ou como se está espalhando pelo mundo afora, principalmente pelas redes sociais. A comparação com outras epidemias é ilustrativa. A letalidade do novo coronavírus nesse momento, que gira em torno de 3,4%, se compara com a da dengue hemorrágica, que é de 2,5%. 


Prevenção
Para Frutuoso, "a medida mais eficaz que se pode utilizar nesse momento é praticar a etiqueta de higiene pessoal e assim evitar a contaminação pelo coronavírus". Entre os principais cuidados está: lavar frequentemente as mãos com água e sabão; evitar contato próximo com pessoas doentes; evitar passar as mãos nos olhos, boca e nariz; cobrir nariz e boca ao tossir ou espirrar; usar lenços descartáveis se necessário; não compartilhar objetos de uso pessoal (como talher, copo, garrafa); e manter os ambientes bem ventilados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2



Páginas