Fortaleza - Áreas que contam com bases do Proteger têm redução de 60% nas mortes violentas em 2019 - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br

 



Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria

 


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

 

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Fortaleza - Áreas que contam com bases do Proteger têm redução de 60% nas mortes violentas em 2019

Fotos: Ascom PMCE
Com 29 bases fixas instaladas em pontos estratégicos de Fortaleza, o Programa de Proteção Territorial e Gestão de Risco (Proteger) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) tem contribuído substancialmente com a redução dos índices de criminalidade na Capital. O Programa apresenta resultados positivos, como a redução de 60% nos números de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), passando de 135 mortes para 54, e de 35,12% nas ocorrências de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs), diminuindo de 1.737 para 1.127 roubos, em áreas que contam com os postos, se comparados os anos de 2019 com 2018.
O Proteger funciona por meio das bases fixas da Polícia Militar do Ceará (PMCE) instaladas pontos estratégicos da Capital, visando o combate aos crimes territoriais. Por trás do princípio do Programa, há um trabalho desenvolvido pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp) da SSPDS, que mapeou 70 indicadores como renda, saneamento e educação, referentes às áreas críticas de Fortaleza. Com um trabalho alinhado entre a Prefeitura e Estado, Polícia e demais instituições têm agido para melhorar a situação dos microterritórios no município.
Em visita às bases instaladas nas comunidades do Sossego, no bairro Quintino Cunha, e da Lagoa do Urubu, que fica no Álvaro Weyne, em Fortaleza, ambas realizadas na última quarta-feira (22), o secretário da SSPDS, André Costa, salientou a importância do trabalho realizado pelos policiais junto à comunidade. Ele fez questão de frisar a aproximação que existe entre os policiais militares e a população nas regiões atendidas pelo Proteger. “A mudança que acontece nesses territórios não é apenas na redução dos homicídios, que vão a praticamente a zero, mas é algo bem mais profundo. A gente tem todo o apoio da Prefeitura e do Estado na área social, com melhorias na iluminação pública, na limpeza dos locais e a gente vê mais crianças e adolescente usando esses espaços”, destacou.
Com as melhorias de infraestrutura urbana, a presença policial e iniciativas culturais e de esportes, espaços públicos voltaram a ser ocupados pela população. A base que fica na Comunidade do Sossego, por exemplo, conta com o projeto “Entre Peças e Cordas”, que tem aulas de violão e teatro, além do “Cinema na Praça” e do “Som na Praça”, realizado às quartas-feiras. Todas essas ações são realizadas por policiais militares. “Esse trabalho é muito importante! Antes a comunidade não tinha a oportunidade de usar esses espaços aqui no bairro. Com a presença da Polícia, tudo mudou e a gente vê as crianças brincando sem preocupação”, comentou Rosilene Marques, moradora da região e mãe de um dos alunos do projeto. O filho de Rosilene, Eduardo Marques, é um dos adolescentes beneficiados pelas iniciativas implementadas pelo Programa. “Antes a gente não tinha o que fazer e com a chegada dos projetos é diferente, principalmente pelas aulas de violão, que eu sempre quis fazer”, afirmou Eduardo.
“A partir da implementação das bases, aconteceram outras melhorias como a criação da areninha e também a reforma da praça. A Polícia Militar entrou com várias ações, como o Som na Praça, onde os alunos do projeto acompanham os policiais e cantam na praça da comunidade, e o Cinema na Praça. Tudo isso resulta na aproximação cada vez maior entre policiais e a comunidade”, destacou o tenente Pedro Moura, comandante da 1ª Companhia do 18º Batalhão e responsável pela base instalada na Comunidade do Sossego. “Como policial e como comandante da companhia, fico muito feliz com a instalação da base, que trouxe mais segurança e redução dos índices de criminalidade. Como cidadão, eu fico contente em ter esse tratamento diferenciado com a população”, ressaltou o tenente.
O Proteger tem várias iniciativas que trazem a participação da população, como “Jogadores da Paz” (futebol), “Lutando Pela Paz” (jiu-jitsu), “Grupo de Infantes Guerreiros da Paz” (pré-militar), “Clube da Melhor Idade” (ginástica laboral para 3ª idade), “Entre Peças e Cordas” (aula de violão), “Cinema na Praça” e “Som na Praça”.
Fonte: SSPDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2


Páginas