Anvisa reconhece hospitais regionais por seu trabalho com foco na segurança do paciente - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br


Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria


Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Anvisa reconhece hospitais regionais por seu trabalho com foco na segurança do paciente


O Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, e o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), do Governo do Ceará, foram credenciados como hospitais sentinelas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), passando a contribuir com os indicadores nacionais. Os equipamentos de saúde passaram a integrar a rede pelo trabalho realizado com foco na segurança do paciente, com o uso racional de tecnologias em saúde e o gerenciamento de riscos nos serviços das unidades, são algumas das ações de destaques dos hospitais.
A assessora técnica da qualidade do HRN, Jamila Aguiar, explica que o hospital já possui ações específicas destinadas às vigilâncias: fármaco, hemo e tecnovigilâncias, atreladas ao trabalho do Núcleo de Gestão e Segurança do Paciente (Nugesp). O gerente de risco do HRN, Kildery Teófilo, completa que hospital também conta com grupos de trabalho dentro do programa brasileiro de segurança do paciente voltados à prevenção de lesão por pressão e sepse, além de controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (Iras) com Protocolos de Pneumonia Relacionada à Assistência à Saúde (Pras), Infecção Primária de Corrente Sanguínea, Infecção do Sítio Cirúrgico (ISC), Infecção do Trato Urinário (ITU), Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAV).
O hospital também tem avançado no protocolo de identificação e registro seguro do paciente, cirurgia segura (quimioprofilaxia cirúrgica) e protocolo de queda. “O processo de gestão de risco que funciona no Nugesp desde o início do hospital será aprimorado por meio da Rede Sentinela. Iremos avançar no gerenciamento desses indicadores de forma mais próxima à Anvisa intensificando as notificações de eventos adversos”, ressalta Kildery.
O hospital também está implementando um sistema de notificação local que recolhe as notificações para integrar com ao Notivisa. Outro ponto fundamental da integração à Rede é a troca de experiência com outros hospitais com a coleta de informações e geração de relatórios, segundo o gerente de risco. “O Plano de Segurança e a Comissão de Segurança do Paciente (Cosep) tem o objetivo de consolidar a aplicação das seis metas internacionais de segurança do paciente na instituição, são elas: identificação correta dos pacientes, comunicação efetiva dos medicamentos de alta vigilância, cirurgia segura, redução de risco de infecções associadas aos cuidados em saúde e prevenção de danos decorrentes de quedas”, destaca o gerente de risco do HRSC, Jonis Albuquerque.
Rede Sentinela
A Rede Sentinela trabalha na perspectiva da tecnovigilância e farmacovigilância. Em relação à tecnovigilância, busca obter informações de qualidade sobre eventos adversos e queixas técnicas relacionados a produtos sob vigilância no período pós-uso/pós-comercialização (materiais e equipamentos hospitalares). Referente à farmacovigilância há o acompanhamento dos eventos envolvendo o uso de medicamentos. Já em relação à hemovigilância é necessário desenvolver processos seguros na administração de hemocomponentes, com estabelecimento de vigilância ativa da incidência de eventos adversos, assim como medidas de prevenção.
Nove hospitais do Governo do Ceará fazem parte da Rede. São eles: Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes; Hospital Geral de Fortaleza; Hospital Geral Dr. Cesar Calls de Oliveira; Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara; Hospital Infantil Albert Sabin; Hospital Universitário Walter Cantídio; Hospital Regional do Cariri; Hospital Regional Norte e Hospital Regional do Sertão Central
Fonte: SESA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2




Páginas