Leite materno previne doenças e melhora desenvolvimento das crianças - Portal de Notícias CE

Portal de Notícias CE

www.portaldenoticiasce.com.br


Última Hora

Divulgação topo

Divulgação 1 Matéria




Web Rádio Portal de Notícias CE

TV Portal

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Leite materno previne doenças e melhora desenvolvimento das crianças

(Foto: Diana Vasconcelos)
A saúde e a boa alimentação estão intimamente relacionadas. Tudo que a mãe ingere durante a gestação, por exemplo, pode refletir na criança. E a alimentação da criança após o nascimento reflete em seu desenvolvimento, podendo torná-la inclusive mais resistente a doenças. “O leite materno é o primeiro alimento funcional do mundo. Isso significa que, além de nutrir, ele afasta doenças, infecções e melhora o desenvolvimento das crianças. amamentar é fundamental”, destacou o médico responsável pela UTI de médio risco do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), do Governo do Estado do Ceará.
Atuando há 30 anos no Albert Sabin e há 15 no setor neonatal da unidade, o médico afirma ser testemunha dos benefícios do alimento. “Se é importantíssimo para bebês que nascem saudáveis, imagina para os bebês internados aqui no Hias. Nós temos 24 aqui no setor, a maior parte deles casos cirúrgicos. Eles precisam do leite humano até como terapia de aumento de imunidade para reiniciar o funcionamento do intestino. A recuperação é muito mais rápida, é perceptível”, pontuou Fernando.
Segundo o especialista, o alimento previne alergias, como a da proteína do leite, “muito comum em bebês que iniciam a dieta com leite de fórmula”. E também patologias, como a enterocolite (inflamação do intestino delgado e do cólon), infecção grave que às vezes necessita de intervenção cirúrgica. O ato de amamentar também auxilia na formação dos laços entre mãe e filho, aumenta a carga de anticorpos da criança e renova as células mamárias da mãe, protegendo-a contra doenças como o câncer de mama. “Por isso que aqui, sempre que possível, incentivamos as mães que acompanham bebês internados a amamentar”, conta.
Solidariedade materna
Entre essas mães está a dona de casa Rafaela Barreto, que acompanha o pequeno Ruan. Nascido em 23 de junho, o caçula da família foi trazido direto para o Cetin do Hias, sem ter a chance de ser alimentado pela mãe. “É ruim. Um sentimento que faz até secar o leite, uma angústia. Deixa a gente ansiosa”, disse a mãe. Rafaela contou com leite do Banco de Leite Humano (BLH) do Hias para alimentar o filho. “Todos os dias vêm deixar. Primeiro ele se alimentou só pela sonda, depois comecei dar com uma gaze, agora disseram que vão testar o peito. Espero que dê tudo certo, meu leite está pouco”, contou.
A situação estressante faz com que a maioria das mães que acompanham os filhos internados no Albert Sabin tenha dificuldade para amamentar. É comum a redução e até o fim da produção do alimento. “É neste ponto que nós entramos. As doações de leite humano que recebemos, são pasteurizadas e encaminhadas para os bebês internados. Isso auxilia na recuperação deles e ajuda a despreocupar as mamães”, explicou a médica coordenadora do BLH, Erandy de Sousa. “Por isso peço a todas que podem que não deixem de doar, este é um gesto de amor”, complementou a médica.
Banco de Leite do Hias
O Banco de Leite Humano do Hospital Infantil Albert Sabin atende de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Além da captação do leite, a equipe multidisciplinar do Banco de Leite, formada por pediatra, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, nutricionista e farmacêutico, é treinada e capacitada para executar atividades de atendimento às mães com dificuldades para amamentar. Todo o atendimento é gratuito, basta ligar para o 0800-280-4169.
As mães interessadas em doar recebem orientações sobre a retirada do leite e os cuidados com o acondicionamento. A coleta do leite doado é feita gratuitamente em domicílio. A doação de leite materno tem salvado vidas ao longo dos 15 anos do banco de leite do hospital.
Assessoria de Comunicação do Hias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgação Matéria 2




Páginas